Ínicio > Blog > Sons de gato: entenda os tipos de miado
CATEGORIAS

Sons de gato: entenda os tipos de miado

Sons de gato: entenda os tipos de miado Catlicious

Assim como os humanos, os animais também possuem formas de se comunicar. Eles precisam expressar o que estão sentindo e, no caso dos gatinhos, essa comunicação ocorre por meio do miado. 

Os tipos de miados felinos mudam conforme o que estão pedindo ao tutor e por isso é legal aprender sobre como entender os gatos. É possível interpretar os bichanos? Claro que sim! 

Sons de gato e seus significados: O que significa o miado do gato?

Quando um gato mia, pode ter certeza de que ele está querendo dizer alguma coisa. Eles “conversam” com o dono o tempo inteiro e não medem esforços para se comunicar. Aprender a entendê-los faz com que tenhamos uma melhor relação com o bichano. 

Dos inúmeros sons emitidos, separamos 10 que explicarão um pouco do que os gatos “dizem”:

  1. Miado comum ou diário - Esses miados são mais fáceis de compreender. Gato com fome normalmente mia em volta do pote de ração ou próximo a uma janela quando quer sair. Esse tipo de som é usado juntamente de expressões corporais para que o dono entenda o recado. Quando está incomodado com algo ou estressado, ele pode emitir miados com grunhidos, mostrando que está na defensiva.
  2. Murmuro - O murmuro do gato é o som mais fofo que ele emitirá. É um miado misturado com pequenos grunhidos. Um barulho que o tutor gosta muito de escutar, pois transmite exatamente o que eles estão sentindo: paz e gratidão. Gatos que estão felizes e satisfeitos com algo produzem esse som.
  3. Ronronar - Vamos entender por que gato ronrona: o ronronar felino é um som baixo e repetitivo. Ele acontece normalmente em situações positivas, quando o gato está gostando do carinho ou se sentindo feliz. Gatos filhotes também costumam se orientar pelo ronronado da mãe quando ainda estão com poucos dias de vida. Em situações de medo, o bichano poderá emitir esse som como um sinal de defesa ou quando se sentir coagido. 
  4. Chilreado ou trinar - Esse som é parecido com um “tril” que o gato faz. A impressão que dá é que ele nem abre a boca para emiti-lo. É comum que faça esse chilreado quando está se comunicando com filhotes. Quando o tutor chega em casa, pode ser também uma forma de cumprimento carinhoso.
  5. Bufo - Os gatos bufam quando estão em situação de perigo. Este som forte e imponente é utilizado para afastar possíveis predadores ou alguém que esteja causando muito medo. Esta é umas das primeiras defesas que o gato aprende, pois logo na terceira semana de vida ele já consegue emitir esse barulho.
  6. Chamada sexual - Todos os animais que emitem sons, em época de reprodução utilizam a chamada sexual para se comunicar. O barulho, que lembra um resmungo ou lamento, serve para chamar a fêmea para o acasalamento ou auxilia na comunicação entre gatos machos, avisando sobre outros possíveis felinos na área.
  7. Grunhido - O grunhido felino é muito usado em situações de estresse. Um gato que não quer ser incomodado ou que está sentindo alguma dor emite o barulho. Quando isso acontece, é melhor que o tutor respeite o momento do animal e não invada a privacidade dele. Em caso de frequência, pode ser que o bichano esteja doente e precise ser levado ao veterinário — é bom ficar de olho!
  8. Uivos - O uivo do gato sucede o grunhido. São os famosos “sons de gatos bravos”. Quando não quer ser incomodado e não é respeitado, o gato pode uivar. Esse barulho estridente e alto é muito mais que um alerta, ele está chamando o possível oponente para a briga. É um ponto extremo de nervoso no qual o felino já está muito bravo, a ponto de querer atacar.
  9. Miado alto e desesperado - Este é um som característico de filhotes. Quando precisam desesperadamente de ajuda, estão presos em algum lugar, com frio ou com muito medo, eles emitem um miado bem alto e repetitivo, quase um grito. Esse alerta é um pedido de socorro chamando a mãe para que os livre da situação perigosa. 
  10. Cacarejo - Este é um nome dado pelas pessoas para traduzir um dos sons que o felino faz. Quando está observando algo que quer muito e não pode ter, ele emite esse som. Um exemplo disso é quando observa algum ente querido pela janela, ao longe, e não pode se aproximar da pessoa. É como se fosse um sentimento de desejo e desapontamento.

Estes são os sons de gato mais recorrentes no nosso dia a dia. É claro que um mesmo som pode ter vários significados, tudo depende do contexto em que o peludo está inserido e várias outras características, como personalidade e estado de saúde do gatinho.

Por que meu gato mia o tempo todo?

Existem várias interpretações possíveis para explicar por que o gato mia com tanta frequência. Com o tempo, passamos a conhecer melhor nosso pet e entendemos com mais facilidade o que ele está pedindo ou querendo expressar, porém, se o seu felino está miando mais que o normal, ele está querendo atenção ou algo de errado pode estar acontecendo. O tutor deve ficar atento aos diferentes tipos de som emitidos para identificar o motivo de tanto miado.

  • Seu gato pode estar com fome - Será que a quantidade de ração que você oferece ao seu pet está sendo suficiente? Além do volume, a qualidade da ração também conta muito. Rações pobres em nutrientes e vitaminas não sustentam o bichano e por isso eles sentem fome logo após a refeição. É importante escolher uma alimentação de qualidade que deixe o seu gato nutrido e bem sustentado.
  • Gatos gostam de liberdade - Se você deixar o gatinho preso dentro de um cômodo ou em uma casa fechada por um grande período, com certeza ele ficará miando o tempo inteiro. Eles precisam se sentir livres e o miado é claramente um pedido para sair daquele local.
  • Miar para entrar em casa - Ficar para o lado de fora também não é uma opção. Acesso livre é o lema dos gatos. Eles gostam de poder entrar e sair de casa sempre que quiserem. Se o tutor fechar as portas e deixar o felino para o lado de fora, ouvirá incessantemente o miado dele pedindo para entrar.
  • Miado de boas-vindas - Embora seja mais raro, o bichano poderá miar quando o dono chega em casa. É uma forma de cumprimento ao seu tutor, porém, se o humano não lhe der a atenção necessária, ele vai continuar miando até que consiga um carinho.  
  • Miado de dor - Esse é um dos mais preocupantes. Se o gatinho não para de miar e está visivelmente quietinho, sem fome e disposição, ele pode estar doente. Nesse caso, deve ser levado a um veterinário com urgência. Descobrir o diagnóstico é essencial.

Esses e outros motivos podem explicar o miado incessante do seu pet. Se o seu amigo estiver aparentemente saudável e mesmo assim continuar miando, vale levá-lo a um profissional para ser avaliado. É sempre recomendado que algum veterinário acompanhe o comportamento do seu pet para evitar possíveis problemas.

Por que é que os gatos miam?

O miado diz muito sobre o comportamento felino. É comum ouvir o tempo inteiro sons de gatos miando. Esses animais miam com apenas uma finalidade: se comunicar.
Gatos são muito expressivos e transmitem o que estão sentindo principalmente por meio de expressões corporais. Porém, com o passar do tempo, os peludos perceberam que, para chamar a atenção do tutor, era preciso muito mais que passear entre as pernas do dono: fazer barulho surtia muito mais efeito na hora de pedir alguma coisa, como um petisco.
Só de falar “petisco”, aposto que você já ouviu um miado. Os gatinhos amam esse snack!
CatLicious possui uma linha deliciosa com muitos agrados para esses peludos, mas o que eles mais amam é o CatLicious Fiesta Delicious Mix

Catlicious

Produzido com ingredientes selecionados, ele traz diferentes formatos e texturas, além de muito sabor. Seu gatinho se sentirá muito amado ao receber essa guloseima, e miados de agradecimento não vão faltar. 
Preste sempre atenção aos barulhos que o seu pet emite, eles são a principal forma que o seu gatinho tem de conversar com você.

Escreva um Comentário

Avalie o post: *