Ínicio > Blog > Gato engasgado: o que fazer? Como evitar?
CATEGORIAS

Gato engasgado: o que fazer? Como evitar?

Gato engasgado: o que fazer? Como evitar? Catlicious

Já viu seu gato engasgado com alguma coisa? Geralmente, o bichano fica tossindo e forçando para expelir o que está incomodando. É uma cena bem comum, e a principal causa é a formação de bolas de pelo

Apesar de comuns, as bolas de pelo em gatos podem, sim, trazer problemas para a saúde do bichano. Principalmente quando elas não são expelidas ou quando se formam com muita frequência. 

Mas é importante prestar atenção se o seu gato não apresenta outro tipo de sintoma, pois pode ser que ele tenha comido algo que não fez bem ou pode estar tossindo por causa de uma gripe felina

Saiba o que fazer para evitar a formação de bolas de pelo e outros problemas. 

Gato tossindo

A tosse de gato é a reação que o animalzinho tem para tentar eliminar secreções acumuladas nas vias respiratórias. Ela não é uma doença, mas um aviso de que algo não vai bem. 

O gato gripado, por exemplo, pode ter tosse contínua. A gripe felina é mais comum em lugares com vários animais ou durante as estações mais frias do ano. A maneira mais eficaz de proteger o seu peludo é levando-o para tomar vacina. 

Gato espirrando várias vezes ao dia também pode ser sinal de gripe. É preciso prestar atenção se o seu bichano também está com outros sintomas, como falta de ar, bastante tosse, secreção esverdeada e apatia.

Caso notar um dos sintomas, leve-o ao veterinário para uma consulta. 

Por que os gatos soltam pelos? 

Antes de saber o que fazer para o gato não soltar pelos, é preciso entender o que motiva essa queda de pelos

Os gatinhos apresentam o mesmo ciclo folicular, e esse ciclo é mais rápido em alguns deles. O resultado? Acabam soltando mais pelos que o normal. 

Além disso, existem quedas de pelo mais intensas durante a primavera e o outono. 

Queda de pelo. Quando se preocupar? 

O problema é quando a queda de pelo é excessiva a longo prazo ou localizada. 

  • Queda de pelo em excesso: a queda de pelo excessiva pode ser motivada por diferentes fatores, como desnutrição, estresse ou mudanças na vida do gato etc. Caso desconfiar que o seu pet não esteja bem, leve-o ao veterinário para que um tratamento seja feito. 
  • Queda de pelo localizada: geralmente, ela é causada por alergias alimentares ou pela presença de fungos na pele do gatinho. As dermatites também costumam deixar falhas na pele do bichano e devem ser investigadas. Consulte sempre um médico-veterinário para que ele descubra a causa e inicie um tratamento. 

O que fazer para o gato não soltar pelos? 

É possível reduzir a queda de pelo com alguns métodos muito simples. Aos poucos, aqueles pelinhos que ficam soltos no chão, no sofá e até mesmo na sua roupa irão diminuir. 

A escovação diária é a melhor forma para evitar que o gato solte tanto pelo, pois todos os fios que poderiam cair são pegos pela escova. Tire cinco minutos do seu dia para realizar essa tarefa. Isso só irá fortalecer a amizade de vocês e o bichano ficará muito feliz com o cuidado. 

Mas criar uma rotina de no mínimo duas escovações por semana já ajuda a remover os pelinhos mortos e a evitar a formação de bolas de pelo no estômago do peludo. 

Outra dica é uma ração para bola de pelo que contenha ingredientes responsáveis por prevenir o acúmulo de bolas de pelo no organismo. Geralmente, são alimentos pensados em gatos de pelo longo. 

Também há petiscos para gatos que auxiliam nessa evacuação. 

Por que o gato solta bola de pelo? 

Apesar de comuns, as bolas de pelo podem, sim, trazer alguns problemas para o bichano, principalmente quando elas não são eliminadas. 

Como sabemos, os gatos são animais tão limpinhos que tomam banho sozinhos por meio de longas lambidas e poses dignas de um contorcionista. Para isso, os bichanos têm uma língua áspera, que parece uma lixa, capaz de remover a sujeira e pelo mortos. 

O problema é que, depois de removidos, os pelos são ingeridos e acabam formando as famosas bolas de pelo. O ideal é que elas sejam eliminadas junto das fezes, mas em casos de gatos peludos ou durante os períodos de troca de pelo, os bichanos podem vomitá-las. 

É comum ver gato vomitando essas secreções. Mas o maior risco é quando elas se formam e acabam não sendo eliminadas, ficando presas no intestino do animal. Por isso é importante se atentar a alguns sintomas de gato com bola de pelo

  • Dor na barriga 
  • Diarreia 
  • Tosse de gato (ânsia frequente) 
  • Falta de apetite 
  • Cansaço e apatia 

Caso notar esses sinais, leve o gato ao veterinário para um diagnóstico completo e para que ele inicie o tratamento. 

Gato engasgado com bola de pelo. Como ajudar?

Para ajudar o seu gato que está engasgando com bola de pelo, você pode contar com um aliado delicioso! 

Catlicious

CatLicious Hairball é um petisco crocante por fora e macio por dentro que leva em sua composição óleo mineral, auxiliando na evacuação dos pelos ingeridos pelos gatos. Contribua com a saúde do seu peludo de um jeito delicioso! 

Escreva um Comentário

Avalie o post: *